fbpx

Certificação ANBIMA — Por Onde Começar?

Eu já falei aqui muitas vezes que é importante você buscar a certificação ANBIMA, o quanto isso melhora seu currículo e tudo mais. Aí, agora você deve estar se perguntando:

 

“Ok, Tiago! Eu entendi. Mas, como eu faço isso? Por onde eu começo?”

 

De fato, as certificações não são algo que você vai simplesmente entender do dia para a noite. E para correr atrás da sua, você precisa saber mais sobre elas e também sobre os processos para conseguir uma.

 

Para resolver isso, nobre gafanhoto, eu preparei este artigo com tudo o que você precisa entender antes de carimbar uma certificação ANBIMA no seu currículo. Aproveite!

 

1. Entenda o que é uma certificação ANBIMA

 

Eu sei que você deve ter uma ideia do que sejam a CPA-10, 20 e CEA, mas você sabe o real objetivo de uma certificação ANBIMA, porque ela existe e o que é a entidade?

 

Apesar de ser algo bem específico, entender tudo isso é importante para você saber onde está colocando seus esforços e o que pode te trazer no futuro.

 

As certificações não são só provas para mostrar para os recrutadores que você tem conhecimento. Elas são um instrumento educacional! A ideia aqui é nivelar o mercado e melhorá-lo como um todo.

 

Um dos pilares da ANBIMA é “educar”, e, entre outros meios, é assim que ela faz isso, entendeu?

 

2. Decida qual é a certa para você

 

Nenhuma certificação ANBIMA é pré-requisito para outra. Ou seja, você pode fazer a que você quiser. Mas, muita calma nessa hora, nobre gafanhoto! As provas não são gratuitas, então não pense que você vai poder testar e testar e testar…

 

O principal aqui é entender quais são seus objetivos na carreira:

 

  • CPA-10 é sempre uma boa, pois será exigida de você em muitos empregos no mercado, principalmente se quiser ser gerente (quem não quer, certo?);
  • CPA-20 já é mais difícil, e não é exatamente uma exigência, mas te oferece um diferencial grande no currículo e também permite trabalhar com clientes jurídicos de um nível maior em termos de investimentos e renda. Ela também vale pela CPA-10;
  • CEA é mais focada em investimentos e permite que você faça indicação de produtos, ou seja, se você quer iniciar uma carreira de consultor de investimentos , por exemplo, ela pode ser o primeiro passo rumo à sua carteira de clientes. A prova é um pouco mais difícil, mas ela vale pela CPA-10 e pela CPA-20!

 

3. Faça um curso preparatório

 

Decidiu qual certificação ANBIMA você quer tirar? Então é hora de começar a estudar.

 

Uma boa dica é investir em um curso preparatório. Com materiais específicos e atualizados, algumas aulas podem fazer a diferença e te fazer passar muito mais rápido e com melhores resultados nos exames!

 

Além disso, você pode contar com o apoio de profissionais e professores prontos para te ajudar, até na hora de estudar sozinho.

 

Depois é só agendar o exame, fazer a prova e garantir sua certificação!

 

Quer entender melhor ainda tudo isso? Eu fiz uma série de vídeos no Youtube falando mais sobre as certificações! E para mais artigos, veja o blog da T2 Educação.

Gostou do Artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe um Comentário:

avatar

Você também pode se interessar por:

Sobre o Autor

Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática e pós graduado em Finanças pela FAAP. Além de ser certificado Anbima CPA-10, CPA-20 e CEA, também sou Agente Autônomo de Investimentos. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.